CUIDADO AO ACENDER UMA FOGUEIRA

CUIDADO AO ACENDER UMA FOGUEIRA

 

Se alguém acender uma fogueira no seu campo, e o fogo pegar nos espinheiros e se espalhar pelo campo de outro homem e destruir os feixes de trigo ou as plantações que já estiverem maduras, aquele que acendeu a fogueira pagará todos os prejuízos” (Êxodo 22:6)).

 

Alguém já disse com muita propriedade que “é fácil acender o fogo, difícil é controlar o incêndio”. O texto sagrado acima apresenta algumas verdade sobre isso. Vejamos:

Primeira, antes de acender uma fogueira pense nas consequências. O fogo se alastra com muita rapidez. O que começa sob controle pode sair do controle muito rapidamente. Algumas faíscas já se transformaram em verdadeiros incêndios. Às vezes num ato irresponsável com drogas, sexo, baladas e, quando menos nos damos conta, o incêndio toma conta das nossas vidas em proporções de trágicas. 

Segunda, o que começa em nossa casa pode se estender para outras pessoas. Só um irresponsável acende uma fogueira perto de espinheiros. Espinheiros têm alto poder de combustão. Algumas pessoas não têm o menor cuidado de acender fogo perto de “espinheiros” com altíssimo poder de combustão. Cuidado ao fazer ao perto do seu filho.

Terceira, o provocador de incêndios paga caro. Note o que diz o texto:“aquele que acendeu a fogueira pagará todos os prejuízos”. A falta de responsabilidade pode custar caro. Não fica isento de pagar um alto preço aquele que acende uma fogueira irresponsavelmente.

De fato, “é fácil acender o fogo, difícil é controlar o incêndio”. Que possamos agir com responsabilidade.   

 

ORAÇÃO: Querido Deus, dá-me discernimento e me livra da irresponsabilidade de acender fogueiras que prejudiquem a minha família, irmãos e amigos.

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»