Colégio Athos

RESPONSABILIDADE COM OS SONHOS

RESPONSABILIDADE COM OS SONHOS

 

“Porque dos muitos trabalhos vêm os sonhos, e do muito falar, palavras néscias” (Eclesiastes 5:3).

 

Um dia um sonhador chamado Walter Elias Disney disse: “Se podemos sonhar, também podemos tornar nossos sonhos realidade”. Walt Disney como ficou conhecido mais tarde foi produtor cinematográfico, cineasta, diretor, roteirista, dublador, animador, empreendedor, e fundador da The Walt Disney Company. A mega companhia deixou de ser sonho e passou a ser realidade a partir de muito suor. Muitos sonham, mas não fazem nada para realizar esses sonhos. O texto sagrado acima alerta acerca dos perigos de sonhar e não trabalhar e falar sem agir.

Quanto mais trabalhamos mais sonhamos. O texto diz: “porque dos muitos trabalhos vêm os sonhos”. Muitos sonham, mas não fazem nada para realizar os sonhos. Sonhar e não trabalhar para realizar os sonhos é a utopia dos preguiçosos. Walt Disney sonhou e trabalhou muito para ver o sonho realizado. Pessoas responsáveis sonham e trabalham duro para realizar os sonhos. Já os irresponsáveis sonham, mas apenas sonham, pois falta coragem para sonhar acordado e suando.

Sonhar e não trabalhar para realizar os sonhos caracteriza os néscios. Pessoas néscias são incoerentes, irresponsáveis. Pouco ou nada vale alguém alardear o sonho e não fazer nada para realizá-lo. O sonho é a predisposição para tornar real aquilo que nossas capacitações são capazes de realizar.

Como disse Mario Quintana: “sonhar é acordar-se para dentro”. Eu digo: realizar o sonho é acordar-se para fora.

 

ORAÇÃO: Querido Deus, dá-me disposição para tornar real aquilo que o Senhor mesmo me fez sonhar.

O SILÊNCIO DOS PAIS ECOA NA VIDA DOS FILHOS

O SILÊNCIO DOS PAIS ECOA NA VIDA DOS FILHOS

 

“Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele” (Provérbios 22:6 NTLH).

 

O filósofo alemão do século XIX Friedrich Nietzsche disse: “O que o pai calou aparece na boca do filho, e muitas vezes descobri que o filho era o segredo revelado do pai”. Há alguns dias postei algo parecido: Pais que se calam hoje podem ouvir os gritos dos filhos amanhã. De fato, o silêncio dos pais pode causar sérios prejuízos aos filhos, senão vejamos à luz do texto sagrado:

É tarefa dos pais educar os filhos. Terceirizar a educação dos filhos não é uma decisão sábia. O Texto sagrado diz: “Eduque a criança”. Pais que se preocupam com a educação dos filhos hoje não precisam se preocupar com os homens de amanhã. Precisamos como pais dedicar tempo na educação dos filhos. A maneira que algumas crianças se comportam revela muito do tempo dos pais gastos na educação delas.

Os pais precisam ter cuidado com “o caminho” que irão ensinar os filhos. O texto sagrado acima não se refere a vários caminhos, mas “no caminho”. A falta de definição “no caminho” a ensinar para as crianças pode ser desastrosa para elas amanhã. Infelizmente, muitos pais por não saberem “o caminho” acabam não tendo nada para ensinar aos seus filhos.

O Filho que foi ensinado “no caminho em que deve andar” e viu seus pais trilhando o mesmo caminho “até o fim da vida não se desviará dele”. O exemplo dos pais vale mais que as palavras.

Antes de ensinar “o caminho” as nossas crianças é bom dar uma paradinha e refletir sobre a nossa própria caminhada.    

 

ORAÇÃO: Querido Deus, que as minhas palavras sejam atestadas pela maneira como vivo. Livra-me da hipocrisia de ensinar aquilo que eu mesmo não estou conseguindo viver.

“HOJE É FESTA LÁ NA CABINE DO AVIÃO”

“HOJE É FESTA LÁ NA CABINE DO AVIÃO”

 

“Escutarei o que Deus, o SENHOR, disser, pois falará de paz ao seu povo e aos seus santos; e que jamais caiam em insensatez” (Salmos 85:8).

 

A irresponsabilidade tem sido companheira de muitas celebridades e artistas. Celebridades da música acabam chamando mais atenção da mídia por atos de irresponsabilidade do que por suas músicas ou talentos. Dirigir sem habilitação, bêbado ou com porte ilegal de armas é quase uma rotina para algumas celebridades e cantores. Recentemente foi noticiado pelo R7.com que Latino foi além. O cantor de “Festa no Apê” irresponsavelmente inventou de tirar fotos na cabine de um avião no ar. Com o avião em terra é possível uma foto na cabine, mas o irresponsável tirou as fotos quando o avião já estava em voo. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) proíbe a entrada de um passageiro na cabine dos pilotos durante o voo. No entanto, Latino entrou e fez festa na cabine do avião em pleno voo. Cantor irresponsável, pilotos irresponsáveis.

No texto sagrado acima o salmista dá preciosas dicas para evitarmos a insensatez e a irresponsabilidade de atos que podem colocar em risco pessoas. Vejamos:

Primeira, precisamos ter os ouvidos sensíveis a voz do Senhor.“Escutarei o que Deus, o SENHOR, disser, pois falará de paz ao seu povo e aos seus santos”. Ouvir a Deus por meio de sua Palavra de Deus evita a insensatez. A Palavra de Deus é o antídoto para a irresponsabilidade.

Segunda, nenhuma atitude que ponha em risco a paz vem da parte do Senhor. O tal do Latino colocou em risco a vida de muitos e a paz. Os “santos” do Senhor são promovedores da paz.

Terceira, precisamos evitar qualquer ato de irresponsabilidade ou insensatez. Diz o texto: “jamais caiam em insensatez”. Latino quis fazer na cabine de um avião em pleno voo o que fazia em seu “apê”. Infelizmente, à semelhança de Latino, muitos não evitam a insensatez, antes são agentes, representantes da insensatez.

A insensatez só é apreciada por pessoas insensatas. O insensato nunca está sozinho tem sempre alguém para tirar uma foto ao seu lado.

 

ORAÇÃO: Querido Deus, livra-me da insensatez e da irresponsabilidade de compartilhar da irresponsabilidade dos insensatos.

ORGANIZAÇÃO, REGULAMENTOS E TEMPO CERTO

ORGANIZAÇÃO, REGULAMENTOS E TEMPO CERTO

 

"Organizei o fornecimento da lenha a ser usada nos sacrifícios, para que fosse trazida no tempo certo. E fiz regulamentos a respeito das ofertas dos primeiros cereais e das primeiras frutas colhidos pelo povo. "Lembra de tudo isso, ó meu Deus, e me abençoa!" (Neemias 13.31 NTLH)

 

No texto acima Neemias pede para que Deus se lembrasse dele por algumas tarefas realizadas. Na realização dessas tarefas há lições preciosas.

Vejamos:

Primeira, Neemias prioriza as coisas do Senhor. A preocupação de Neemias era em não deixar faltar lenha para o sacrifício ao Senhor. A prioridade de Neemias era com Deus. Veja o que diz o texto: "Organizei o fornecimento da lenha a ser usada nos sacrifícios". A organização é uma marca naqueles que se preocupam com as coisas de Deus. A organização do fornecimento de lenha evitava faltar lenha. A organização é uma arma a favor da eficiência.

Segunda, organização e tempo andam de mãos dadas. Ninguém pode dizer que é organizado e relaxado com o tempo. Pessoas organizadas atentam ao tempo, aos prazos. Veja o que diz o texto: "Organizei o fornecimento da lenha a ser usada nos sacrifícios, para que fosse trazida no tempo certo". Pessoas organizadas gostam do "tempo certo".

Terceira, pessoas organizadas gostam de atentar aos regulamentos.

Neemias diz: "fiz regulamentos". Pessoas organizadas gostam de observar e obedecer aos regulamentos. Lamentavelmente, não são poucos os que não gostam de regulamentos.

Quarta, Deus não somente se lembra das pessoas organizadas, que gostam de regulamentos e observam os prazos, mas abençoa. Deus abençoou Neemias. Deus continua abençoando aqueles que vivem como Neemias.

 

ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-me a organizar e priorizar as coisas do Senhor. Ajuda-me a ser um observador de regulamentos e prazos.

A ÚLTIMA PALAVRA!

A ÚLTIMA PALAVRA!

 

“Enquanto isso, o filisteu, com seu escudeiro à frente, vinha se aproximando de Davi. Olhou para Davi com desprezo, viu que era só um rapaz, ruivo e de boa aparência, e fez pouco caso dele.” (1 Samuel 17.41-42)

 

Segundo o texto bíblico, Golias devia ser realmente assustador, pois desafiava qualquer que fosse o campeão dos israelitas a enfrenta-lo. Mas ninguém ousava aceitar o desafio. A recompensa para quem o vencesse era tentadora, mas todos preferiam continuar vivos. Por fim, um israelita aceitou o desafio. Quando souberam da notícia os soldados israelitas ficaram curiosos e apreensivos: e perguntavam uns aos outros, quem seria? Davi! aquele frágil rapaz! Desapontados e temerosos temeram pela sua vida. E por isso foram inúmeros os comentários. Por outro lado, os filisteus devem ter vibrados, pois aquele desafiador era apenas um garoto e que nem mesmo trazia consigo uma espada. Com certeza pensaram: essa vai ser fácil!

Veja o texto! Quando Golias viu Davi, o desprezou. Fez pouco caso dele. Era apenas um rapaz ruivo e de boa aparência. Não faria mal a uma mosca! Aquela funda girando não representava nenhuma ameaça. Creio que Golias decidiu não correr na direção de Davi. Iria andando mesmo. Um só golpe com sua espada seria o suficiente. Enquanto pensava, talvez em coisas como essas, nem sequer viu o que o atingiu. Aquele jovem precisou apenas de uma das cinco pedras que trazia. O improvável aconteceu. O menor, o mais fraco, venceu o maior, o mais forte.

“Deus escolhe as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, escolhe os fracos para envergonhar os fortes. Ele escolhe as coisas insignificantes aos olhos do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele.” (1 Co 1.27-29)

A história de Davi não é a história de um homem espetacular, embora os fatos tenham feito de Davi um homem espetacular. Mas, na verdade, sua história é a história de um Deus espetacular. Temos dificuldades de ver e compreender a vida sob o ângulo, sob o ponto de vista de Deus. Aprendemos a ver e crer nas aparências. Não nos esqueçamos: é de Deus a última palavra. Sempre! Ele é quem aponta o vencedor. Sempre!

 

Oração: Senhor, faça-me compreender que a última palavra sobre a minha vida é tua palavra.

Athos no Facebook

Athos & Meditações

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»