Meditações

HOSPEDANDO ANJOS

HOSPEDANDO ANJOS

 

 “Conserve-se entre vós a caridade fraterna. Não vos esqueçais da hospitalidade, pela qual alguns, sem o saberem, hospedaram anjos. ” Hebreus 13.1-2

 

O que dizer de Abraão, o pai da fé? Em um belo dia aparecem três homens em sua casa. O patriarca os recebe à maneira da época, lavando-lhes os pés, preparando-lhes lugar de descanso e comida. Quem eram aqueles homens? Dois anjos, e o próprio Senhor! Vemos, em Gênesis 18.1-8 que Abraão serviu aos visitantes, colocando-se inteiramente à disposição.

Ser hospitaleiro é dever do Cristão, visto que no início do versículo 2 (Hebreus 13.2) está escrito “não vos esqueçais”, no modo imperativo negativo. Ainda, é uma ordenança que vem acompanhada de uma lembrança. O autor escreve a parte final do versículo, em outras palavras, como quem fala: “olha, algumas pessoas já hospedaram anjos, fiquem atentos! ”.

Cristo mesmo anunciou outras promessas acerca da hospitalidade. Observando o texto de Mateus 10.40, vemos que quem recebe um servo do Senhor de forma digna, recebe ao próprio Deus!

Este assunto é tão sério e de suma importância, que é abordado pelo nosso Senhor Jesus Cristo (como visto acima, no Evangelho de Mateus), por Paulo (como visto em sua carta Gálatas), pelo autor de Hebreus e, até mesmo, por Pedro.

Na primeira carta do apóstolo Pedro, (1ª Pedro 4: 8 a 11) vemos uma lista de deveres dos cristãos uns para com os outros. Entre estes, estão o amor intenso (v. 8), a hospitalidade sem murmurações e falsidade (v. 9), o servir aos irmãos de bom coração (v. 10), e o de glorificar a Deus em tudo (v. 11).

Amados irmãos, que saibamos viver um amor sem máculas, sem falsidade, acolhendo a cada um. Que sejamos verdadeiros cristãos, oferecendo o amor de Deus em um mundo repleto de ódio e pecado. Que saibamos amar aos nossos irmãos, servindo-lhes como consolo e alento em dias difíceis. Que deixemos de lado toda falsidade, todo rancor, ódio, “raiz de amargura”, e ensinamentos errôneos, seguindo firmemente, como um verdadeiro corpo, até Cristo.

Ser hospitaleiro é muito mais que oferecer um teto para alguém que passa de viagem. Ser hospitaleiro é transformar-se em um lar para aqueles que vagam pela terra, sem ter onde verdadeiramente repousar a cabeça. É ser a Igreja de Cristo, que abraça todos quantos Ele mandar.

 

Oração: Querido Deus obrigado pelo privilégio de poder conhecer mais sobre a Tua palavra que nos ensina a importância de amar ao próximo. 

Athos no Facebook

Athos & Meditações

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»