Meditações

SELFIS, SORRISOS QUE DURAM UM CLICK

SELFIES, SORRISOS QUE DURAM UM CLICK

 

“Como nuvens e ventos que não trazem chuva, assim é o homem que se gaba de dádivas que não fez” (Pv 25:14).

 

Segundo o Dicionário Oxford a palavra “Selfie” tem sido a mais consultada e propagada no mundo desde 2013. A palavra inglesa “selfie”, grosso modo, significa uma fotografia tirada por uma pessoa dela mesma, normalmente com um smartphone ou webcam. A popularização da palavra e sua prática está ligada aos autorretratos divulgados em redes sociais. De fato, o autorretrato virou obsessão acompanhado de sua publicação nas mídias sociais. “Selfie” é uma febre, dos anônimos às celebridades todos dão sorrisos para um click de si mesmos ou a pedido de alguém.

Há semelhanças entre “nuvens e ventos que não trazem chuva” com alguns “selfies”? Sim, vejamos:

Nada mais frustrante para quem espera chuva do que “nuvens e ventos que não trazem chuva”. “Nuvens e ventos que não trazem chuva” criam apenas expectativas, nunca realidade. “Nuvens e ventos que não trazem chuva” continuam deixando o terreno seco e estéril. Semelhantemente, alguns sorrisos em "selfies" são como nuvens e ventos que trazem chuva, pois criam expectativas que nunca se concretizam, pois duram apenas um click.

Alguns autorretratos mostram intimidade onde não há intimidade. Alguns autorretratos mostram felicidade onde não há felicidade. Alguns autorretratos mostram alegria onde não há alegria. Alguns autorretratos mostram cenários fictícios e como nuvens que não trazem água os “selfies”, não raros, vendem uma imagem que gera apenas frustração quando comparadas à vida real.

Infelizmente, alguns autorretratos não mostram, antes escondem o que está na alma e no coração.

 

ORAÇÃO: Querido Deus, livra-me de mascarar a tristeza da alma com cenários fictícios. Ajuda-me a expressar alegria não criando imagens, mas vivendo uma realidade que alegra teu coração.

Athos no Facebook

Athos & Meditações

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»