Meditações

O MOTIVO DOS CORAJOSOS

O MOTIVO DOS CORAJOSOS

 

"[...] uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:13,14).

 

Alguém já disse com muita propriedade que “para os corajosos um motivo basta, para os covardes, nem juntando todos”. No texto sagrado há três motivos para continuarmos nossa caminhada. Vejamos:

Primeira, as coisas velhas não têm mais o poder para nos aprisionar. Quem tem uma experiência com Cristo e a vida está nas mãos do Senhor “as coisas que para trás ficam” são esquecidas. Este é um grande motivo para continuarmos: o passado não pode mais nos aprisionar.

Segunda, precisamos prosseguir. Não adianta dizer que esqueceu o passado, mas não caminhar para frente. O apóstolo Paulo diz: “prossigo”. Saia da estagnação, prossiga, não pare. O passado tem paralisado muitas pessoas, mas não tem o mesmo poder para parar aqueles que o esqueceram. Caminhe para frente se quiser chegar a algum lugar, este é um outro forte motivo que temos para continuar a caminhada.

Terceira, estabeleça um alvo. Paulo tinha um alvo:“o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus". Paulo queria conquistar um premio. Precisamos estabelecer alvos. Caminhar sem saber para onde ir é desperdício de energia. Estabeleça um alvo e você terá motivos para continuar.

O apóstolo Paulo precisou mudar a direção do seu olhar. Seus olhos deixaram de olhar para trás e fixaram-se naquilo que estava diante dele. Para algumas pessoas mudar a direção do olhar não é fácil, mas, não raro, é a única alternativa que têm para enxergar o que Deus tem para elas.

    

ORAÇÃO: Querido Deus, livra-me de ficar preso ao passado. Dá-me motivos e coragem para conquistar aquilo que o Senhor mesmo me fez sonhar.

Athos no Facebook

Athos & Meditações

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»