Meditações

NÃO TENHA MEDO DE SER QUADRADO

NÃO TENHA MEDO DE SER QUADRADO

 

“e mostrou-me a grande cidade, a santa Jerusalém, que de Deus descia do céu [...[ E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais” (Apocalipse 21:10,16).

 

Ser qualificado como quadrado sempre soa como pejorativo. De fato, algumas pessoas que são taxadas como quadradas têm medo de mudar, de sair da mesmice, de ver a vida de outra forma, em perspectivas diferentes, de maneira simples. Há vantagens em ser quadrado. Vejamos algumas:

Primeira, pessoas quadradas veem a vida de ângulos diferentes. Um quadrado tem quatro ângulos. Precisamos olhar a vida em quatro dimensões. Olhar para o alto, para as coisas espirituais. Precisamos olhar para so lados, perceber o próximo, dar valor aos relacionamentos. Precisamos olhar para dentro de nós mesmos. Fazer avaliações a partir de uma análise introspectiva só os quadrados conseguem. Precisamos olhar para baixo e reconhecer que a graça de Deus foi que nos levantou.

Segunda, ser quadrado não significa ser bitolado. O quadrado é símbolo de perfeição. Um quadrado tem quatro lados iguais. Pessoas quadradas gostam de perfeição. Pessoas quadradas buscam alinhar-se aos parecidos. A nova Jerusalém, símbolo do novo céu em Apocalipse, tem dimensões de um quadrado perfeito. Na nova Jerusalém só entra quadrados.

Há alguns dias li algo hilário, mas com verdades espirituais: “prefiro subir para o céu quadrado do que descer para o inferno redondo”.  

 

ORAÇÃO: Querido Deus, ajuda-me a perceber a vida de perspectivas diferentes. Ajuda-me a olhar para cima, para os lados, para dentro de mim e para baixo e enxergar tua graça em cercando de todos os lados.

 

Athos no Facebook

Athos & Meditações

O que dizem sobre nós

Só uma escola com uma excelente estrutura, pode oferecer o melhor para nossos filhos, estrutura essa, tanto em suas instalações, quanto acadêmica e espiritual. Ricardo Luis

"Eu gostei de aprender de forma prática sobre os paralelos e meridianos. Eu gostei de fazer a bola com a minha mãe, usando barbante, cola de isopor e alfinetes".  Ana Cecília - 6º ano A

«
»